Órgão Público

Estudante

Instituição de Ensino

Estagiário

Estágio Obrigatório

Supervisor

Notícias Coluna

06/09/2017

A importância de uma rotina organizada

O período de estágio é essencial para o aprimoramento do currículo profissional e pode ajudar para a contratação, é o que aponta uma pesquisa realizada pelo Centro de integração Empresa Escola (CIEE), em 2015. O levantamento demonstrou que 40% dos estagiários são contratados ao final do estágio, outros 15% recebem propostas melhores e 64% deles são efetivados em até dois anos após a prática de estágio. No entanto, muitos estudantes têm dificuldade em conseguir conciliar sua rotina de estudos com a de trabalho, prejudicando por vezes alguma das atividades. Para evitar que isso aconteça é necessário ter uma rotina organizada.

janeteEm entrevista exclusiva à Central de Estágio, a mestre em Administração e professora de Gestão de Recursos Humanos da Universidade Positivo, Janete Knapik, passa algumas dicas de como realizar as atividades simultaneamente e fala sobre a importância da organização nesse processo.

​C.E : Qual a melhor forma do estudante administrar o tempo entre estágio e estudo?

J.K : A melhor forma é adoção de uma agenda de prioridades, seja uma tradicional ou em uma planilha no computador. De modo que fiquem bem visíveis as pendências. Para alguns alunos a adoção de cores pode ajudar na organização do tempo, como por exemplo “ticar” itens com a cor vermelha pode representar as pendências, e o que já foi concluído em verde.

A organização do tempo de um modo visível (agenda, planilhas) ajuda na organização mental das prioridades e as tarefas acabam “pesando” menos já que o aluno tende a não se sobrecarregar quando ele organiza melhor o tempo e ainda tem o componente psicológico que instiga o aluno a querer ver sua planilha/agenda mais positiva, ou seja, bem administrada.

C.E : E na prática, o que o estagiário deve fazer para se organizar melhor? Existe alguma regra básica de quantas horas deve disponibilizar para os estudos e para a vida profissional?

J.K: Acredito que pelo menos duas horas de dedicação diária aos estudos são necessárias. E um dia de descanso também, o lazer, como prega Domenico de Masi no seu livro Ócio Criativo, também é necessário.

Na prática o aluno pode organizar, por exemplo, cada dia da semana estudar uma disciplina ou um tema, buscar outras fontes de estudo que complementem o aprendido em sala de aula e interagir com seus professores quando surgirem as dúvidas.

C.E : Quais são os pontos considerados errados quando o jovem começa a organizar seus estudos?

Procrastinar - ou seja, achar que vai dar conta e deixar para estudar ou fazer os trabalhos na última hora, isso é muito comum entre os estudantes brasileiros, mas limita o aprendizado já que as provas geralmente são no mesmo período e com várias disciplinas. Procrastinando o aluno acaba cumprindo tarefas para alcançar uma nota e não consegue comprometer-se tanto assim com o seu aprendizado.

Fazer trabalhos em grupo com colegas não comprometidos – trabalhar em grupo é um aprendizado para a vida profissional, os alunos devem aprender a dividir as atividades com responsabilidade e confiabilidade, um estresse no grupo deve ser gerenciado, pode existir e até certo pondo é saudável pois aguça a criatividade, mas não pode ser paralisante. Neste caso o grupo não avança ou acaba sobrecarregado apenas alguns membros.

É importante destacar que é essencial realizar o planejamento da semana ou mês, e ter a atenção na questão da procrastinação. O mais estressante para os alunos nem são tanto a respeito dos excessos de trabalhos ou demandas de estudo, mas sim as pendências, o que ainda está por ser feito, aliás, esta regra vale não só para os estudantes, mas para qualquer pessoa.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.